VEJA AS NOVIDADES

29 de outubro de 2013

Com mais de 2 milhões de faltosos, Enem tem prejuízo de R$ 103 milhões.

A edição de 2013 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), aplicada neste fim de semana em todo o País, registrou mais de 2 milhões de faltosos, um recorde desde a criação da avaliação há 15 anos. Levando em conta o custo por aluno para a aplicação das provas, que ficou em R$ 49,86, o prejuízo com as ausências chega R$ 103 milhões.

Conforme balanço parcial divulgado pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, a taxa de abstenção ficou em torno de 29%, o que, segundo ele, "está mais ou menos dentro do padrão". No ano passado, o percentual ficou em 27,9%; em 2011, em 26,4%; em 2010, em 28,8%; e em 2009, em 37,7%. 

Segundo os dados do MEC, 5 milhões de candidatos efetivamente participaram da edição deste ano do Enem, um crescimento de 20% em relação ao ano passado. Estavam inscritos mais de 7,1 milhões de candidatos para o exame deste ano, número recorde e que foi comemorado por Mercadante como "o segundo maior exame do planeta".

Fonte: Terra