VEJA AS NOVIDADES

7 de outubro de 2013

Falta de biometria pode cancelar o Bolsa Família de 50 mil na Paraíba.

Pelo menos 50 mil eleitores vinculados ao Bolsa Família na Paraíba podem perder o benefício caso não façam o recadastramento biométrico até o dia 21 de março de 2014. A estimativa é das coordenações do programa nas cidades que pedem ao Tribunal Regional Eleitoral que coloquem postos nas sedes do Bolsa Família. O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, porém, nega que isso possa acontecer.

Faltando pouco mais de 5 meses para o final do prazo para o recadastramento biométrico, mais de 588 mil eleitores de João Pessoa e Campina Grande ainda não fizeram a revisão. Do total, aproximadamente 50 mil recebem o benefício do Bolsa Família.

Um dos documentos exigidos para o cidadão se cadastrar no programa de transferência de renda é o título de eleitor. Segundo a coordenadora do Fome Zero em Campina Grande, Geovana Fernandes, quem não fizer a revisão eleitoral perde o título e poderá também perder o benefício do Bolsa Família. Ela adiantou que vai enviar um ofício ao Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE), solicitando que se instale um posto de atendimento da biometria na sede do Bolsa Família, que possui mais de 36 mil cadastrados.

No entanto, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome através de nota informou que "são improcedentes as informações de que beneficiários do programa Bolsa Família podem vir a ter o benefício cancelado caso deixem de fazer o recadastramento biométrico da Justiça Eleitoral. O Governo Federal reitera que não há esse risco. Beneficiários do Bolsa Família não estão sujeitos a perder benefício em função dessa situação".

Por sua vez, a coordenadora do programa em João Pessoa, Maria Aparecida, revelou que já encaminhou ofício à Justiça Eleitoral, pedindo a implantação de um posto de atendimento na sede do Bolsa Família, mas não foi atendida. Ela explicou que o maior problema é a demora no agendamento do TRE. Na capital, são mais de 60 mil cadastrados no programa.

A direção do TRE informou que não vai instalar postos nas sedes do Bolsa Família por problemas técnicos, mas os eleitores podem fazer o agendamento em João Pessoa ou se dirigir aos locais já estabelecidos. Em Campina Grande, além do Fórum Eleitoral, o presidente do TRE, desembargador Marcos Cavalcanti, vai acompanhar no dia 24 deste mês abertura de postos de atendimento na Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e no Museu da Ciência e Tecnologia.

Agendamento

Desde agosto, o atendimento aos eleitores de João Pessoa para o recadastramento biométrico passou a ser feito exclusivamente por agendamento pela Internet. De acordo com a Justiça Eleitoral da Paraíba, a medida  foi tomada como forma de oferecer maior comodidade e conforto aos eleitores, evitando filas.

Para efetuar o agendamento, o eleitor precisa acessar o site do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), clicar no link do “Recadastramento Biométrico”, em seguida entrar no “Sistema de Agendamento da Biometria”, preencher os dados pessoais e escolher o melhor dia e horário para o atendimento.

Fonte: G1 Paraíba