VEJA AS NOVIDADES

9 de outubro de 2013

Menos de 50% das cidades da PB denunciaram violência ao Ligue 180.

Apenas 97 das 223 cidades da Paraíba fizeram denúncias de violência contra a mulher ao Ligue 180, central de atendimento do governo federal, no primeiro semestre de 2013. O número mostra  que a área atendida no estado  pelo serviço foi de 43,50%. O balanço das ligações foi divulgado na segunda-feira (7) pela Secretaria de Políticas Públicas para Mulheres da presidência.

O Ligue 180 funciona desde 2006 como um canal em que a população pode denunciar casos de violência cometida contra a mulher e pedir informações. Segundo a secretaria, desde a criação o serviço já realizou 3.364.633 atendimentos. Os relatos de violência recebidos pela central são repassados para investigação da polícia. No primeiro semestre de 2013  foram 306.201 registros.

O percentual de denúncias feitas ao Ligue 180 por paraibanos coloca o estado como terceiro pior da  região Nordeste. A Paraíba fica à frente apenas do Rio Grande do Norte (39, 52%) e Piauí (37,95% ). O estado nordestino que mais procurou o serviço foi a Bahia, com 74, 82%.

A secretária da Mulher e da Diversidade Humana da Paraíba, Gilberta Soares, avaliou que o índice de denúncias ao 180 feito pelo estado é baixo. Ela disse que a administração estadual trabalha  para divulgar o serviço e faz o mesmo com o Disque 197, central de atendimento local, e também para que as denúncias sejam feitas diretamente nas delegacias.

“Temos trabalhado para que a mulher se sinta estimulada a fazer a denúncia. A situação é mais complexa, tem a questão da divulgação, mas tem outros fatores como o medo e a vergonha das mulheres vitimas”, afirmou Gilberta Soares.

Apesar do número baixo de denúncias feitas ao Ligue 180 por moradores da Paraíba, duas cidades do estado aparecem entre as 50 que mais procuraram o serviço. Parari apareceu  na 30ª colocação  e Desterro ficou na 33ª  posição .

Fonte: G1 Paraíba