VEJA AS NOVIDADES

22 de outubro de 2013

Poeta Edriano Silva.

Homenagem ao poeta itabaianense Edriano Silva, um amante da poesia que traz em seu portal (http://diariodeumpoeta01.blogspot.com.br/) uma coletânea de poemas que transmitem com arte e transparência as verdades do seu cotidiano.

Edriano Silva nasceu em 04 de março de 1977 em Itabaiana, lugar onde descobriu a poesia quando estudava na Escola Estadual Professor Maciel, em sua cidade natal.

Graças ao manejo com as palavras decidiu se envolver com o movimento estudantil. Hoje o poeta cursa  filosofia na Universidade Federal da Paraíba (UFPB). 

Os seus poemas não têm um tema específico ou uma fiel característica, preocupações ou tendência que definam os seus versos, porém, a métrica, a rima, a sua forma autentica transforma os seus versos livres, em versos transparentes, pois a maneira que ele escreve denota a sua paixão pelo universo poético.

Tendo como inspiração a Rainha do Vale do Paraíba, sua mãe Belarmina Ferreira da Silva (dona Bela) e o poeta Zé da Luz, Edriano Silva segue o seu rumo viajando em seu universo de pensamentos e versos, fazendo da vida uma poema.

Alguns dos seus poemas.

Itabaiana.

Minha rainha amada
Fruto de minha inspiração
Berço da poesia
Terra de muita luz
Beleza do vale do paraíba
Rainha do meu coração
Itabaiana tão abençoada
Minha bela e sublime paixão
Razão de minhas poesias
Itabaiana minha eterna declamação.
Poeta Edriano Silva

Antes do meu fim.

Antes da chegada do meu fim 
Eu quero escrever, por todo meu corpo 
O poema da grande hora chegada 
Quero deixar escrito em meu corpo 
Linhas escritas com minhas próprias mãos 
As últimas letras de um poema 
Que veio sobre a minha mente 
Na hora que menos eu desejava 
Saber dos últimos dias da minha vida 
Em um lugar que só me machucava 
Mais antes de minha grande partida 
Vou deixar escrito por todo meu corpo 
Uma frase de um poema que diz assim 
Mãe a morte me levou, não e preciso chorar 
Agora e só fechar os olhos e recordar 
Os momentos felizes destas nossas vidas 
Que passamos antes da morte chegar...

Fonte: Blog Arte Notícia