VEJA AS NOVIDADES

16 de dezembro de 2013

Destaque negativo, Paraíba volta a tremer com exibição do Fantástico.

A Paraíba volta a ser destaque nacional, mas de forma negativa. Desta vez, o Fantástico tratou dos convênios celebrados pelo governos dos Estados com as Cooperativas Médicas. Como se sabe, o Ministério Público Federal aplicou uma multa milionária na gestão “socialista” do governador da Paraíba.

O Fantástico exibiu uma matéria, onde que se ver a má prestação de serviço no setor de saúde da Paraíba. Em face disse, o governo foi multado em R$ 3,5 milhões atribuídos a contratação irregular de cooperativas médicas.
Pois bem, mais um escândalo bate à porta do Palácio da Redenção e deverá ser jogada no asfalto através de uma reportagem em nível nacional.

Uma equipe do programa da Rede Globo veio a João Pessoa na sexta-feira (13) ouviu o secretário estadual de Saúde, Waldson de Souza, o principal personagem dessa encrenca. A matéria também foi feita em outros estados do Nordeste.

Acha pouco? Pois há mais: o procurador do Ministério do Trabalho, Eduardo Varandas, repassou informações a imprensa que as cooperativas estão promovendo um esquema de monopólio. Funciona assim: os médicos conveniados permanecem nas cooperativas e acabam fazendo mais um vínculo empregatício com os órgãos públicos.

As cooperativas também foram multadas e terão que deixar de prestar serviço ao Estado, sob pena de terem o valor da multa aumentado ainda mais. Varandas ressalta que vale para o Estado.

As multas aplicadas contra as Cooperativas Médicas variam por quantidade de médicos envolvidos. As investigações sobre o suposto malfeito foram realizadas conjuntamente pelo Ministério Público Federal e o Ministério do Trabalho.

A Paraíba voltou a tremer exibição da matéria. A reportagem tem potencial para mergulhar a crise numa atmosfera insondável.

Abaixo o valor das multas aplicadas:

Estado da Paraíba: R$ 3.410,00 milhões

Cooperativa de Ortopedia e Traumatologia: R$ 550 mil

Cooperativa de Médicos Intensivistas: R$ 660 mil

Cooperativa de Pediatria da Paraíba: R$ 450 mil

Cooperativa de Cirurgiões: R$ 680 mil

Cooperativa de Anestesiologistas: R$ 820 mil

Cooperativa Campinense de Anestesiologistas: R$ 250 mil


Fonte do Blog: Marcone Ferreira