VEJA AS NOVIDADES

10 de dezembro de 2013

Dos 16 mortos em Lajedinho, oito são da mesma família.

Oito pessoas da mesma família estão entre as 16 que morreram na cidade de  Lajedinho, localizado a 355 km de Salvador, devido ao temporal que atingiu o município entre a noite de sábado, 7, e a madrugada de domingo, 8. A informação foi confirmada, nesta segunda-feira, 9, pelo prefeito da cidade, Antônio Mário Lima, e pela Defesa Civil. Uma pessoa permanece desaparecida.
Das 16 vítimas, 12 foram identificadas, mas apenas os nomes de 11 foram divulgados. Morreram Adenilson Alves da Silva, 43 anos,  Pedro Levi, 3 anos, Cátia Fernanda de Jesus Santos, Valdete Maria de Jesus, 40 anos,  Reginaldo Pereira dos Santos, 38 anos, Valéria Cruz Lima, Luiza Santos Lima,  Tharso Lima dos Santos, 4 anos, Ilza Cavalcante da Silva, 68 anos, Sirlene Santos da Silva, 16 anos, e Olívia Andreza de Jesus.

A identificação dos corpos é feita por meio de documentos pessoais ou reconhecimento de familiares sobreviventes. A análise da impressão digital é outro recurso disponível para identificação. Os corpos das vítimas são enterrados no cemitério da cidade.

 O governador da Bahia, Jaques Wagner, visita, junto com o ministro da
Integração Nacional, Francisco José Coelho Teixeira, a cidade de Lajedinho para acompanhar os trabalhos de resgate. Wagner informou que o governo coloca à disposição das vítimas os recursos possíveis e pediu aos baianos que se mobilizem para ajudar os moradores afetados.

A Secretaria da Segurança Pública deslocou homens da Polícia Técnica, bombeiros, policiais civis e militares com cães farejadores. Pelo menos 202 casas foram destruídas pela força da água das chuvas e, conforme a Defesa Civil, 840 pessoas estão desabrigadas. Eles estão alojados em escolas públicas.

O prefeito de Lajedinho, Antônio Mário Lima, que, por conta da tragédia, decretou estado de calamidade pública, nesta segunda, informou que o governo vai apoiar a reconstrução das casas atingidas.

Fonte: Atarde Uol