VEJA AS NOVIDADES

25 de dezembro de 2013

Três anos após acidente, esposa diz que Shaolin supera obstáculos todos os dias.

Após três anos de tratamento, Francisco Jozenilton Veloso, o Shaolin, continua lutando. Os progressos, garante Laudicéia Veloso, esposa do humorista paraibano, são capazes - de junto com a fé em Deus - renovar a esperança de uma recuperação.

"É impossível perder a esperança quando se crê em Deus. Ao final de cada dia, sempre há o que agradecer", diz Laudicéia. Em entrevista exclusiva ao Portal Correio, ela fala que Shaolin é um guerreiro.
"Ele é muito esforçado e nos mostra todos os dias o quanto é capaz de superar obstáculos", completa.

Dia 19 de janeiro de 2011, a tragédia vitimou não só Shaolin e a família, mas todos os seus fãs espalhados pelo Brasil, que vivem agora de esperanças. Dos acontecimentos que levaram Jozenilton Veloso ao estado em que se encontra, Laudicéia disse que os ensinamentos são muitos, mas, principalmente, ficou "a lição de que num piscar de olhos nossa vida pode mudar completamente".

Imagem: Jornal Correio da Paraíba
"Precisamos nos adaptar com a mesma velocidade em que ocorre a mudança. Nestas horas, descobrimos a fragilidade ou a força que temos e no nosso caso descobrimos que a nossa família é mais forte do que pensávamos", desabafa.

Laudicéia disse, ainda, que encara com agradecimento as reações de carinho e solidariedade de amigos e fãs. "Agradeço muito aos que nos acompanham e respeitam o nosso espaço".

Ela informou que vem sempre recebendo mensagens de apoio e que os fãs e amigos aguardam com muito respeito e paciência as notícias que são postadas por ela e pelos filhos deles nas redes sociais.

"Essas carinhosas mensagens sempre nos emocionam e agradeço muito, em nome da minha família, por todo apoio que recebemos. Que Deus nos Abençoe", disse emocionada.

Boatos sobre morte deixam família indignada

Boatos "espalhados por pessoas maldosas" vêm deixando tristes a mulher, os filhos e amigos do humorista Shaolin. Esse tipo de atitude, para Laudicéia Veloso, parte de pessoas que, na opinião dela, têm algum distúrbio.

"Há algum problema com pessoas assim. Algum tipo de distúrbio mental para sentir prazer em criar notícias falsas e desrespeitosas que ferem profundamente a nossa família", reclamou.

Como se não bastasse, as pessoas mal intencionadas atribuem a notícia à imprensa e a espalham, causando constrangimento para a família do humorista. "Até hoje, a imprensa tem nos respeitado muito e sempre procura checar as informações comigo antes de publicar qualquer notícia", enfatizou.

Por isso, Laudicéia acredita que essas falsas mensagens que postam nas redes sociais sobre a situação de saúde de Shaolin são atitudes inescrupulosas que deixam não só os familiares, mas também todos os seus amigos e fãs indignados.

Laudicéia vê com orgulho filho caçula seguindo os passos do pai

Lucas Veloso, filho caçula de Shaolin, segue os passos do pai. O trabalho dele é orgulho para a mãe, Laudiceia Veloso, que disse que a escolha era inevitável, já que Lucas gosta muito de teatro.

O caçula de Shaolin já fez diversos shows pela Paraíba e se apresentou junto com outros humoristas, a exemplo de Piancó e Tom Cavalcanti. Ele se inspira no trabalho do pai e também faz imitações.

Assim como o pai, vem tendo uma aceitação das pessoas. O carisma e o talento parecem natos para quem está começando a conquistar o público paraibano.

Lucas faz imitações do presidente Lula, Luiz Gonzaga e Chico Anísio, mas também tem um personagem próprio denominado Vagner, que é um vendedor de codornas.

O acidente e o estado de saúde do humorista

Shaolin sofreu um acidente automobilístico no dia 19 de janeiro de 2011 na BR 230, em Campina Grande, a 125 quilômetros de João Pessoa. Desde então, perdeu os movimentos do corpo e a fala. O humorista passou cerca de cinco meses internado em um hospital de São Paulo (SP), mas, por decisão da família, foi transferido para casa, em Campina Grande, com todo o aparato hospitalar.

Ele vem fazendo tratamento contínuo e apresentando melhora gradativa. De acordo com depoimento de familiares, Shaolin sorri, segue as coisas com o olhar, ouve histórias e assiste à TV. Ele teve alterações positivas no nível da consciência e vem sendo acompanhado por uma equipe médica constantemente.

No ano passado, a apresentadora da Rede Record, Ana Hickmann, trouxe um equipamento que permite a comunicação do paciente através do olhar e dos sinais emotivos. Shaolin utilizou por um tempo, mas a família preferiu deixar de usá-lo porque o instrumento o estava deixando inquieto.