VEJA AS NOVIDADES

26 de fevereiro de 2014

Antônio Caxias comemorou 80 anos com familiares e amigos.

Antônio Caxias, respeitada liderança política do Vale do Paraíba, comemorou ao lado de amigos seu décimo octagésimo. Caxias, como é conhecido, foi o primeiro prefeito e fundador de São José dos Ramos, na microrregião de Sapé, e, como muitos afirmaram, sua história se confunde com a história do município. 

Peemedebista, Caxias, sempre foi peça fundamental para o partido, e é conhecido em todo o estado. Uma de suas principais conquistas, foi o desmembramento do antigo distrito de São José do Pilar do município de Pilar, elevando-o a condição de cidade em 1994. O mesmo é responsável por diversas obras estruturantes como a iluminação, a implantação da telefonia e a construção de diversos prédios públicos no município.
É chamado por muitos como “pai Caxias”. Atualmente ocupa o cargo de secretário de infraestrutura de São José dos Ramos.

A festa iniciou com a celebração de uma missa em ação de graças à Caxias, presidida pelo pároco Pe. Emanuel, prestigiada pelo pré-candidato ao governo do Estado e ex-prefeito de Campina Grande Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), pelos deputados estaduais Raniery Paulino (PMDB) e José Aldemir (PEN), pelo deputado federal Benjamin Maranhão (SDD). Ele é pai do atual prefeito do município, Eduardo Caxias (PMDB), que falou a nossa reportagem. 

“Caxias foi o homem que batalhou, e que tornou São José dos Ramos cidade e é um dos secretários mais atuantes da minha gestão”, disse. Veneziano Vital do Rêgo, também presente na festa falou da “alegria de abraçar uma legenda do PMDB”. 

“Eu tenho tido uma experiência mais próxima de convivência com Caxias nesses últimos dois anos e pude reconhecer nele aqueles velhos homens de integridade, de princípio, que hoje são muito raros. De grande companheiro, de um grande partidário de um grande colaborador, de um cidadão que em todos os momentos que chamado, foi, compareceu. É uma data marcante, afinal de contas são 80 anos de vida e de dedicação”.

Completou Veneziano. Benjamim Maranhão também falou da amizade que tem com Caxias: “A amizade com Caxias é algo que remonta o nosso período desde nossos antepassados. Então nós temos um respeito muito grande à Caxias, não só pela questão política, partidária, mas principalmente pelo homem que é Caxias [sic]”, disse. 

Antônio Caxias fez questão de agradecer a homenagens: “Estou muito satisfeito com as homenagens, com sinceridade, estou imensamente agradecido a todos”, disse. Perguntado se já cumprido seu dever, Caxias brincou, “Eu só deixo de trabalhar se morrer ou se aleijar”. A festa seguiu após a missa com um show num palco armado em frente à casa do aniversariante, e se estendeu até parte da madrugada.

Fonte: Nordeste.com