VEJA AS NOVIDADES

11 de fevereiro de 2014

Polícia Federal paralisa atividades por 24 horas na Paraíba.

Agentes, escrivães e papiloscopistas da Polícia Federal da Paraíba paralisaram as atividades na manhã desta terça-feira (11). Segundo o Sindicato dos Policiais Federais (Sinpef) do estado, as categorias  reivindicam melhores salários e o reconhecimento das três como cargos de nível superior. Pouco depois das 9h (horário local), teve um início um ato de protesto em frente ao prédio da Superintendência na cidade de Cabedelo, Grande João Pessoa. A categoria também está realizando atos nas delegacias de Campina Grande e Patos.

 A paralisação está programada para durar 24 horas e faz parte do movimento que está acontecendo em vários estados do país. De acordo com o presidente do Sinpef, Silvio cerca de 140 policiais estão parados em todo o estado e apenas os 30% exigidos por lei estão trabalhando para manter os serviços essenciais.

“Investigações, operações e monitoramento de ligações telefônicas estão paralisados. Estamos mantendo o plantão policial, a fiscalização nos aeroportos e no porto de Cabedelo e 30% do atendimento aos estrangeiros”, explicou Sílvio Santiago.

Segundo o presidente do Sinpef, os policiais federais estão sem receber reajuste há sete anos. “E queremos também um lei que reconheça os cargos de agentes, escrivães e papiloscopistas como de nível superior, pois ainda recebemos salários como se fossemos de nível médio”, completou.

No período da tarde, os policiais programam fazer uma panfletagem no aeroporto Castro Pinto, em Bayeux, na Grande João Pessoa.

Fonte: G1 Paraíba