VEJA AS NOVIDADES

16 de março de 2014

Magistério e fisco do Estado paralisam atividades. Professores começam amanhã.

A Paraíba vai registrar a partir desta segunda-feira, 17, greves de servidores estaduais. A partir de amanhã e até quarta-feira, 19, os cerca de 15 mil professores ativos da rede pública de ensino do Estado da Paraíba estarão em greve e, com isso vão paralisar as atividades nos mais de 800 estabelecimentos de ensino, deixando cerca de 300 mil alunos sem aulas.
Na quarta-feira, 19, será a vez dos agentes fiscais e, por um dia deixarão de arrecadar impostos.

Segundo o presidente da Associação dos Professores de Licenciatura Plena do Estado da Paraíba (APLP-PB), Francisco Fernandes, a principal reivindicação da categoria é pela valorização das gratificações dos diretores de escolas, que estão congeladas há sete anos e que estão irrisórias; aplicação do plano de carreira, com a valorização das classes, sobretudo da graduação, da pós-graduação, do mestrado e do doutorado, já que um professor-doutor na Prefeitura de João Pessoa ganha mais do que o dobro de um do Estado.

A paralisação dos servidores do Fisco estadual foi decidida em assembleia realizada no dia 12 deste mês. Ficou decidido que no dia 19 as atividades de fiscalização e arrecadação serão suspensas, em todo o Estado.

Os auditores fiscais se mostram indignados com o descaso do Governo Ricardo Coutinho (PSB). A decisão dos auditores é uma resposta aos desmandos e aos desmantelo da atual gestão do governo estadual, como também em protesto pelo o que a classe considera irrisório reajuste do imposto de 5%, com índice abaixo da inflação, que não recupera sequer as perdas salariais, provocando indignação e revolta da categoria.
 

Fonte: Assessorias