VEJA AS NOVIDADES

25 de março de 2014

Transporte universitário deve melhorar no Litoral Norte.

De acordo com informações do último Censo da Educação Superior, divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), houve um aumento de 4,4% no número de matrículas na educação superior em 2012, no comparativo a 2011. Estes dados equivalem a mais de 7 milhões de estudantes matriculados em universidades públicas (7%) e particulares (3,5%) de todo o país.
Os números já apresentam certo avanço educacional do brasileiro, tendo em vista as facilidades de ingressar em uma universidade e o crescimento delas. Segundo dados do Inep, esses estudantes estão distribuídos em 31.866 cursos oferecidos por 2.416 instituições (304 públicas e 2.112 particulares), sendo mais de um milhão de concluintes apenas em 2012.

No entanto, apesar da quantidade de estudantes e o aumento do número de universidades, muitos alunos ainda têm dificuldades para se deslocar para longe da capital. O Litoral Norte, por exemplo, é uma das áreas que mais recebe os estudantes, seja para ingressar nos campi das universidades ou para realizar pesquisas. Porém, o acesso às cidades permanece escasso e eles se limitam ao ferry-boat, que faz o trajeto de Cabedelo para Lucena, e as estradas que precisam de reparos.

De acordo com o presidente da Associação Amigos do Litoral Norte, Selmo Lima, uma das alternativas é a construção da ponte que ligará os dois municípios e da via do Litoral Norte, que irá interligar todas as cidades da região. “São importantes projetos para o desenvolvimento da região, seja no aspecto da educação, turismo ou setor imobiliário. As construções trarão oportunidades de emprego e renda, além de acabar com uma desigualdade histórica em relação ao crescimento do Litoral Norte”, revela.


Fonte: E-mail de Melissa Paulino