VEJA AS NOVIDADES

6 de abril de 2014

Último ensaio de Vasco e Flamengo.

É hoje o primeiro clássico que vai decidir o Campeonato Carioca de 2014, Vasco e Flamengo não fugiram das atividades de costume. Em treinos pela manhã de ontem, ambos realizaram trabalhos recreativos para descontrair e evitar o desgaste. Se de um lado há mistério na escalação, do outro segue a montagem de um "quebra-cabeça" no time. No Cruz-Maltino, Guiñazu e Diego Renan, que retornaram aos trabalhos após uma semana de recuperação de dores musculares, ainda são dúvidas.
Enquanto isso, no Rubro-Negro, quatro jogadores - Léo Moura, André Santos, Elano e Hernane - desfalcam o time titular de Jayme de Almeida.

Além dos trabalhos de praxe em campo, o que também não é novidade é o respeito pregado nas palavras dos adversários do próximo domingo. Após a rápida movimentação do Vasco no CFZ, o treinador Adilson Batista aproveitou para dizer o que espera do confronto decisivo.

- Final é sempre um jogo mais tenso e pegado. Só pedimos que nossos atletas joguem futebol. Sempre vejo as declarações do Jayme, equilibrado e tranquilo. Ele pede para os jogadores do Flamengo jogarem futebol e eu faço o mesmo. Vai ser um jogo nervoso, com mais ansiedade. Vamos trabalhar para vencer.

Fizemos dois grandes jogos contra o Fluminense, revertemos a vantagem, mostramos interesse em chegar à final. Temos mais dois jogos e vamos manter o mesmo espírito. Pedimos a ajuda do torcedor vascaíno e vamos em busca de mais um objetivo.

Sobre a dupla que não tem escalação confirmada, o comandante vascaíno foi cauteloso, embora o discurso indique que, pela melhora, é provável a utilização do volante e do lateral.

- Os dois (Guiñazu e Diego Renan) trabalharam e agora aguardamos a avaliação final dos próprios atletas e do departamento médico - frisou.

No Ninho do Urubu, o tradicional rachão também aconteceu (mais tarde, a partir das 10h30m), inclusive sob os olhares do presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello. Depois do treino com bola, os não relacionados para a final fizeram atividade técnica reforçados por Muralha e Negueba. Chicão, Samir,

Paulinho, Luiz Antonio e Alecsandro treinaram cobranças de faltas em seguida. O lateral-direito Léo é o retorno certo ao time.

O goleiro Felipe revelou que o resultado positivo de quarta-feira - a vitória por 2 a 1 sobre o Emelec no Equador - serve como combustível para a abertura da decisão do estadual.

- É uma final contra o maior rival, e clássico temos que ganhar. O campeonato não vai ser decidido, mas sair com uma vantagem é melhor. O espírito é o mesmo de quarta-feira. Fazia tempo que não sentíamos um clima bom como aquele no vestiário. Uma eliminação ali certamente influenciaria neste domingo, no ânimo. O torcedor não ia acreditar tanto e a cobrança ia ser maior. Tivemos três dias tranquilos, com o moral elevado e esperamos fazer um bom jogo.

Vasco e Flamengo começam a decidir o Campeonato Carioca neste domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã, e mais nove mil ingressos foram vendidos até a noite de sexta-feira. A segunda e decisiva partida será no dia 13. Campeão da Taça Guanabara, o Flamengo joga por dois empates para ficar com o título. Ambos não decidiam a competição há dez anos.

Fonte: globoesporte.com