VEJA AS NOVIDADES

15 de abril de 2014

Vasco vai pedir anulação da final contra o Flamengo por erro de arbitragem.

Indignada com o erro de arbitragem na final do Campeonato Carioca, a diretoria do Vasco voltou a atacar a Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro). Depois de anunciar que vai pedir a anulação do jogo decisivo contra o Flamengo, nesta segunda-feira, o clube cruzmaltino divulgou uma nota oficial com providências que serão adotadas.
De acordo com o comunicado assinado pelo presidente Roberto Dinamite, o clube vai fazer uma avaliação do uso do time sub-23 no Carioca de 2015 se não houver mudanças imediatas na gestão Ferj. Além disso, o Vasco também falou em um estudo dos quatro times grandes do Rio para a desfiliação da Ferj.

"É inevitável e imprescindível expressar novamente o total repúdio ao desprezo que toma conta da FFERJ em relação ao Vasco e a sua maneira de condução, composta por uma comissão de arbitragem e árbitros muito aquém às expectativas do futebol brasileiro. Em função disso e também por outras razões ligadas à sua administração, disputamos o Estadual mais empobrecido de todos os tempos, sob qualquer aspecto que se queira enfocar. Temos realmente que repensar sobre nossa participação no próximo campeonato, sobretudo se for mantido os moldes de interesses políticos que desatende, sob todos os ângulos, as expectativas dos clubes", diz a nota de Dinamite.

Em entrevista coletiva com a presença da alta cúpula de dirigentes do Vasco, o clube anunciou que vai pedir a anulação a anulação da partida e também vai denunciar ao TJD (Tribunal de Justiça Esportiva) o goleiro rubro-negro Felipe, que disse que ganhar "roubado é mais gostoso".

Na decisão do Carioca, neste domingo, o volante Márcio Araújo estava em posição de impedimento ao marcar o gol do empate por 1 a 1, aos 45 minutos do segundo tempo, que deu a taça de campeão ao Flamengo. No entanto, na súmula da partida, o árbitro Marcelo de Lima Henrique apontou que o gol foi marcado por Nixon, que chegou no lance junto com Márcio Araújo, mas não tocou na bola. De acordo com o Vasco, isso foi uma tentativa de transformar "erro de direito em erro de fato", já que Nixon não estava em posição irregular.


Há um mês, o Vasco tinha se unido aos rivais Flamengo e Fluminense para discutir os rumos do futebol no Rio de Janeiro e mostrar sua insatisfação com a Ferj. Na ocisão, a principal irritação era com o lado financeiro, com os jogos deficitários em sua maioria e a redução das cotas de TV.

Providências que serão adotadas de imediata em sua totalidade:
- Notificação judicial.

- Anulação do jogo.

- Processo perdas e danos a FERJ, Rubens Lopes, Jorge Rabello, Árbitro (Marcelo de Lima Henrique) e Árbitro assistente 2 ( Luiz Antonio Muniz de Oliveira).

- Encaminhamento ao STJD das declarações goleiro Felipe.

- Representação CBF e FIFA com exclusão árbitros que prejudicaram o Vasco. Entrega de dossiê erros desde 2009.

- Desfiliação FERJ - Em estudo pelos 4 grandes Clubes.

- Carioca 2015 - Avaliação uso sub-23 ou mudanças imediatas na gestão FERJ.

- Uso tecnologia jogos para impedir má fé e desequilíbrio técnico.

- Declaração do Conselho Deliberativo em relação a pessoas Non Gratas.

- Divulgação na mídia de cartas de representação enviadas para FERJ com erros de arbitragem referente a 2014, ato continuo a realização das partidas em que ocorreram irregularidades, assim como reivindicação da utilização de árbitros de fora do Estado.

Fonte: ESPN