VEJA AS NOVIDADES

8 de junho de 2014

Após oito dias desaparecido, cordelista de Campina é encontrado morto no Pará.

O poeta e cordelista pernambucano Manoel Monteiro, de 77 anos, foi encontrado morto em um quarto de hotel em Belém (PA), na manhã deste sábado (7). A informação foi confirmada pela família dele no final da tarde. As causas da morte ainda não foram divulgadas.

De acordo com parentes, Manoel havia desaparecido no dia 30 de maio. Foi feita uma intensa campanha na imprensa e nas redes sociais na tentativa de localizá-lo.

A filha dele, Albaniza Monteiro, disse que a polícia de Pernambuco teve que ser acionada para procurar o artista radicado em Campina Grande, já que ele teria sido visto embarcando para o estado vizinho. Outras testemunhas também teriam afirmado tê-lo visto seguindo para o Norte do país.

O corpo é trazido para a Paraíba e deverá ser sepultado em Campina Grande.

Manoel Monteiro da Silva era natural de Bezerros, a 102 km de Recife (PE), mas desde 1955 que morava em Campina, onde foi radicado.

Fonte: Portal Correio
Membro da Academia Brasileira de Literatura de Cordel, ele era um dos mais importantes cordelistas do Brasil e o maior poeta de cordel da atualidade no país, com mais de 150 folhetos publicados.