VEJA AS NOVIDADES

18 de junho de 2014

Hulk demonstra incômodo com reserva e ouve recado de Felipão.

O jogador, o médico e o técnico da seleção brasileira repetiram uma coisa. Hulk tinha condições de jogar contra o México. Cada um, porém, deu uma versão um pouco diferente sobre o porquê do titular absoluto no Brasil até agora ter ficado no banco de reservas no empate desta terça-feira, em Fortaleza.

Técnico e atacante tiveram opiniões distintas sobre as dores musculares sentidas pelo atleta ao longo da última semana.
Após a partida, quando se dirigia para a saída do Castelão, Hulk afirmou que poderia ter entrado em campo e que não estava lesionado.  A decisão de deixa-lo no banco foi do técnico Felipão.

"Todo mundo sabe que eu quero sempre jogar. Mas o que posso fazer? Só respeitar a decisão do treinador. Estou bem, tranquilo e não estou lesionado. Nem falei com o Felipão. Aliás, ele nem me deve satisfação. Toma a decisão que achar melhor. Mas sei que estava pronto para jogar", disse.

Questionado se estava chateado com a decisão do técnico, Hulk ignorou a pergunta e foi embora.

Pouco tempo antes das declarações do atacante, técnico Luiz Felipe Scolari confirmou que Hulk não estava lesionado, mas evitou entrar em detalhes sobre sua escolha. O treinador mandou recado ao atleta dizendo que ele vai voltar ao time titular quando se sentir melhor e saber que o desconforto muscular que sentiu ao longo da semana é normal.

"Ele tinha condições de jogar. Fiz uma opção. Normalmente ele vai trabalhar esta semana. Se ele se sentir melhor, principalmente mentalmente aquela mínima dor que existe é normal para qualquer jogador. Porque os exames não demonstraram absolutamente nada, ele tem chance de voltar", afirmou o técnico.

Hulk sente dores musculares desde a estreia diante da Croácia. Na semana passada, chegou a abandonar mais cedo o treinamento com o restante do elenco. Nesta segunda, o jogador deixou o hotel da seleção para realizar um exame de ressonância magnética. De acordo com o médico CBF, José Luiz Runco, não foi constatada nenhuma lesão.Ele afirmou após a partida que houve uma decisão técnica do treinador.

"Hulk está liberado. Pode participar normalmente dos treinos. Estava no banco hoje, poderia ter entrado, mas foi questão da parte técnica como Felipe explicou na coletiva", afirmou.

O atacante não foi para o estádio Castelão na segunda para o treinamento do Brasil. Ele foi poupado e ficou no hotel. Nesta terça, Felipão decidiu deixa-lo no banco de reservas. 

Fonte: Uol.com