VEJA AS NOVIDADES

30 de junho de 2014

Quatro açudes monitorados pela Aesa 'sangram' e sete estão com nível acima de 90%.

Açude na Paraíba
Açude na Paraíba As chuvas deste mês de junho provocaram o “sangramento” de quatro açudes paraibanos monitorados pela Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa): Gramame-Mamuaba, em João Pessoa; Jangada, em Mamanguape; Olho d'Água, em Mari; e Araçagi, localizado na cidade de mesmo nome.

De acordo com o setor de Monitoramento e Hidrometria da Aesa, que acompanha o nível de 124 barragens em todo o Estado, outros sete açudes estão com nível acima dos 90% da capacidade máxima. São eles: Marés (93,1%), em João Pessoa; São Salvador (90,3%), em Sapé; Tavares II (90,8%), no município de Tavares; São José II (99,7%), em Monteiro; Santa Rosa (99,4%), em Brejo do Cruz; Cafundó (93,4%), em Serra Grande; e Poço Redondo (96,4%), em Santana de Mangueira.

“Como estamos no período mais chuvoso da região leste, essa evolução no nível dos açudes é normal. A tendência é de que as recargas aconteçam de forma ainda mais significativa em julho e agosto, já que nesse período ocorrem as chuvas que são responsáveis por 70% do abastecimento dos reservatórios do litoral”, informou o gerente de Monitoramento e Hidrometria da Aesa, Alexandre Magno, lembrando que outros 68 reservatórios monitorados pela Aesa estão com capacidade armazenada superior a 20%, 32 com menos de 20% e 20 têm menos que 5% do seu volume total.

Chuvas – A perspectiva é de que nos próximos dois meses as cidades litorâneas, que já lideram o ranking das chuvas, consolidem os maiores índices pluviométricos da Paraíba em 2014. “Esse ano já choveu 1.175,2 milímetros na Baía da Traição, 994,5 milímetros em Alhandra e 946,6 milímetros em João Pessoa, números que devem aumentar de forma significativa, já que a perspectiva é de chuvas dentro da média. Em algumas cidades, a pluviometria pode ser acima da esperada”, acrescentou Magno.

Previsão – O prognóstico climático para as próximas 24 horas é de tempo instável com chuvas no Litoral, Brejo e Agreste. “Praticamente todo setor leste da Paraíba encontra-se com nuvens do tipo "baixa", associadas ao transporte de umidade vinda do oceano Atlântico. Com isso, o tempo deverá permanecer instável e com chuvas, por vezes de intensidade moderada na faixa litorânea. Nas demais regiões, o céu deverá manter-se com nebulosidade variável”, informou a meteorologista Marle Bandeira.

Fonte: Iparaíba