VEJA AS NOVIDADES

19 de junho de 2014

Ricardo Coutinho minimiza pesquisas, revela existência de “esquemas” e faz premonição: “Quem sobe feito foguete, uma hora cai com a mesma velocidade”.

Natural candidato à reeleição, o governador Ricardo Coutinho (PSB) voltou a minimizar, em entrevista ontem (18), os números das recentes pesquisas divulgadas na Paraíba, que o apontam como segundo colocado na disputa, atrás apenas do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) e fez uma premonição sobre a queda de adversários.

Inicialmente Ricardo Coutinho garantiu que detinha números internos que lhe davam uma margem satisfatória na disputa, porém não saía divulgando e tampouco utilizaria estratagemas ou negociações de pesquisas junto a institutos para tentar mudar os números divulgados.

“Eu aprendi uma coisa, aprendi a não parar muito tempo para ver pesquisa. Eu tenho pesquisas internas que sempre me conduzem evidentemente e essas são extremamente alvissareiras, mas tanto é que eu nunca divulgo pesquisa, eu nunca divulguei, eu nunca tive preocupação com isso porque eu acho que esses, e eu sei como se faz, porque já me ofereceram bastante pesquisas assim, sobem feito um foguete, chegam no meio da disputa e começam a cair feito um foguete também, pois os primeiros números não correspondem a realidade, é assim que as coisas são”, falou.

Com um vocabulário coloquial, o governador disse que “prefere está na dele”. “Eu prefiro está na minha, tendo a minha palavra, meu compromisso, mostrando as coisas que eu fiz e dizendo que a partir desse trabalho que fiz é possível fazer mais, porque eu tenho credibilidade de fazer e de mostrar que fiz, de me comprometer com o futuro”, destacou.

Sem esquecer de alfinetar os adversários, o governador aproveitou para comparar o atual governo às gestões passadas e disparou: “Quem passou e não fez nada, não tem credibilidade de se comprometer com o futuro, caso contrário teria feito anteriormente, é assim que eu vejo as coisas, simples assim”. O socialista disse que ainda que estava satisfeito com o trabalho, com a proximidade do período eleitoral e mostrou confiança.

“Eu to muito feliz com o que eu to vendo, não vou divulgar pesquisa nenhuma, mas as coisas estão crescendo, o reconhecimento, a gestão, quando a gestão é melhor, demora um pouco, mas o candidato vai chegar nessa gestão, é assim que vejo, por isso tenho tranquilidade nessas coisas todas e confio no trabalho enquanto força e instrumento necessário para fazer com que as pessoas avancem”, finalizou.

As declarações do governador foram veiculadas durante entrevista ao programa Rede Verdade, na Arapuan FM

Fonte: PB Agora