VEJA AS NOVIDADES

27 de novembro de 2014

Conhece a origem do nome 'Black Friday'? Veja essa e outras curiosidades.

A Black Friday está batendo na porta, principalmente dos interessados em aproveitar as ofertas e ir às compras. 

A sexta-feira após feriado de Ação de Graças é conhecida por suas promoções, mas há curiosidades sobre ela que talvez você desconheça. Veja cinco fatos interessantes sobre uma das ações de vendas mais famosas do mundo.

1- Como surgiu o nome

Como muitos já sabem, Black Friday é uma campanha de vendas realizada um dia após o feriado de Ação de Graças, que ocorre na última quinta-feira de novembro, tendo sido originada nos Estados Unidos. Ela recebeu este nome porque, desde o início, o grande fluxo de pessoas fazendo compras gerou uma série de acidentes de trânsito e episódios de violência.

O primeiro registro da expressão data de 1966. Ela foi cunhada por Earl Apfelbaum, negociante de selos raros, que estampou em seu anúncio: “Black Friday é o nome que o Departamento de Polícia da Filadélfia deu para a sexta-feira seguinte ao dia de Ação de Graças. Não é um termo carinhoso para eles. A Black Friday abre oficialmente a temporada de compras de Natal no centro da cidade e, geralmente, traz engarrafamentos enormes e calçadas superlotadas, assim como lojas cercadas de gente da abertura ao fechamento”.

2. A pior Black Friday da história

O pior Black Friday ocorreu em 2008, quando o trabalhador temporário Jdimytai Damour, 34 anos, foi pisoteado até a morte. Ele faleceu de asfixia quando uma multidão de aproximadamente 2 mil pessoas arrombou a porta do WalMart de Nova Iorque. Damour ficou preso em um portal, onde foi sufocado. Outras 11 pessoas ficaram feridas durante o episódio, incluindo uma mulher grávida.

3. Público do Black Friday

Nos Estados Unidos, cerca de 135 milhões de pessoas fazem compras no Black Friday por ano. Este ano, no Brasil, há a estimativa de 5,2 milhões de pessoas comprem em lojas online, resultando em 61 pedidos por segundo. 

4. Faturamento por edição

Diferentemente do que se possa imaginar, o Black Friday não é o maior dia de compras nos Estados Unidos. Ainda assim, o evento arrecada muito dinheiro: juntas, lojas físicas e online movimentam de 15 a 20 bilhões de dólares. No Brasil os números são mais modestos, mas dignos de nota. A edição do ano passado arrecadou R$ 770 milhões no comércio on-line, o que representa 12 vezes mais que um dia normal. A estimativa para este ano, de acordo com a consultoria E-bit, é que haja um aumento de 56% no faturamento para a próxima sexta-feira.

5. Mito da melhor oferta

Outro mito amplamente difundido é que a promoção oferecida no Black Friday vai ser sempre a melhor do ano. O valor médio dos produtos é, de fato, menor. Porém determinados itens podem estar mais baratos em outra época. Isso significa que, mesmo sob tentação, é preciso pesquisar bastante para saber se é o melhor jogo comprar na sexta-feira promocional.

Fonte: TechTudo