VEJA AS NOVIDADES

4 de maio de 2015

Por telefone, bandido se passa por familiar e rouba R$ 6,7 mil de aposentada da PB.


Os bandidos estão abusando da criatividade para arrancar dinheiro das vítimas, criando os mais

diversos argumentos para extorquir por telefone. Na semana passada, uma aposentada de Santa Rita perdeu R$ 6.700,00 e até agora não sabe o que fazer para recuperar o prejuízo. Para a polícia, esse tipo de crime é antigo, mas percebe-se um crescimento nos últimos meses, embora não existam dados que comprovem o incremento da ação.
Por outro lado, a checagem de dados mal feita, durante o processo de abertura de contas bancárias, facilita o uso de titulares fantasmas, que desaparecem junto com as contas após o golpe.

A aposentada Maria Bernadete Trajando da Silva, 58 anos, tem um sobrinho que mora em São Paulo e, não se sabe de que forma, os bandidos soubera disso e conseguiram o telefone dela. “Era umas 10h alguém ligou para minha mãe, chamando ela de tia e fingindo desespero, dizendo que estava na estrada, vindo para a Paraíba, fazer uma visita de surpresa à mãe dele, que o carro tinha quebrado e pedindo R$ 500,00. Ela se desesperou, achando que meu primo tivesse em perigo, correu para o banco e depositou o dinheiro, em uma conta informada pelo bandido”, contou Ana Kiara da Silva, filha da aposentada.

Tendo conseguido o primeiro depósito, os bandidos incrementaram a investida e ligaram cerca de uma hora depois, dizendo que o problema do carro era o motor, que estavam numa oficina e pedindo mais R$ 1.500,00. Ainda mais nervosa com a situação, pensando no sobrinho, Maria Bernadete atendeu ao pedido e depositou R$ 1.200,00. Não satisfeitos, os bandidos mudaram o argumento, dizendo que precisariam alugar um carro e pediram R$ 5 mil, o que mais uma vez foi atendido pela aposentada.

Fonte: Jornal Correio da Paraíba