VEJA AS NOVIDADES

10 de julho de 2015

Barracas devem sair de parque na Paraíba até fim de julho, diz Sedurb.

Os 21 fiteiros e 42 quiosques do Parque Solon de Lucena, em João Pessoa, devem ser relocados até o fim do mês de julho, segundo afirmou o secretário de Desenvolvimento Urbano de João Pessoa (Sedurb), Hildevânio Macêdo. Os comerciantes de fiteiros da Lagoa, como o local é conhecido, vão ser transferidos para shoppings populares e para as plataformas do Terminal de Integração, enquanto os quiosques vão para mercados públicos, shoppings populares e outras praças da cidade.


Macêdo explicou que alguns dos comerciantes de fiteiros já começaram a ser transferidos e outros estão aguardando a construção dos espaços nas plataformas para serem relocados. Em relação aos donos de quiosques, 90% deles já procuraram a Prefeitura e o local para onde eles vão ser transferidos já foi definido.

“Os outros 10%, caso não procurem a Sedurb até o fim do prazo, vão ter o novo local definido pela Prefeitura. Mas acreditamos que, até o fim do mês, todos nos procurem. Alguns já começaram a se mudar para os novos espaços, outros estão aguardando os locais serem construídos”, comentou o secretário. Depois de desocupados, todos os quiosques vão ser demolidos.

O projeto do entorno da Lagoa, que já está sendo executado conforme explicou o secretário, prevê a instalação de seis novas ilhas com dois quiosques em cada. Ainda não foi definido como será o processo de seleção dos ocupantes destes novos espaços.

“A estrutura do parque não vai contemplar os quiosques atuais, por isso serão demolidos. Estes novos quiosques serão destinados para a venda de lanches rápidos e que estão relacionados às atividades propostas para o parque, como ciclismo, atividades físicas, ginástica, etc. Portanto, não vai continuar nos moldes atuais, de bares e restaurantes, e sim de lanches, sucos, água, quiosques pequenos para lanches rápidos”, esclareceu.

De acordo com Macêdo, a obra está prevista para terminar entre o fim de 2015 e o começo de 2016. "Iremos trabalhar com projetos de infraestrutura, paisagismo e mobilidade. No local, teremos pistas de ciclismo, equipamentos de ginástica e áreas para práticas esportivas. O anel interno deixará de existir e o trânsito, tanto de ônibus quanto de carros, será transferido para o anel externo da Lagoa [como o local é conhecido], cujas vias serão alargadas para possibilitar o aumento do fluxo”, comentou.

Praça da Independência

Já as obras na Praça da Independência devem terminar até o fim de agosto. “Estamos trabalhando nos 16 canteiros, oito internos e oito externos. Os oito internos estão concluídos e agora estamos no quinto externo”, explicou Macêdo.

Segundo ele, a questão paisagística envolve a colocação de grama e das plantas ornamentais, além de pintura e restauração do monumento da independência, do coreto e da pavimentação. “Também iremos fazer todo o trabalho de irrigação, mobiliário e iluminação”, concluiu. As duas obras são realizadas por várias secretarias do município, coordenadas pela Secretaria de Planejamento (Seplan).

Fonte: G1 Paraíba