VEJA AS NOVIDADES

30 de julho de 2015

UFCG rejeita propostas do governo federal e decide manter greve na Paraíba.

Os professores da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) decidiram manter a greve que começou em 25 de junho. A negociação ocorreu nesta quinta-feira (30), durante assembleia no Centro de Extensão José Farias da Nóbrega, em Campina Grande, e nos campi de Cuité, Sumé e Pombal.

A Associação dos Docentes da UFCG (Adufcg) informou que o governo ofereceu um percentual de 21,3%, parcelado em quatro anos: 5,5% em 2016; 5% em 2017; 4,75% em 2018 e 4,5%, em 2019.
A proposta do governo federal foi rejeitada por duas vezes pelo Fórum dos Servidores Públicos Federais, que reúne 23 categorias, e também de forma unânime na assembleia realizada nesta quinta.

O Ministério da Educação disse em 17 de julho que as universidades federais da Paraíba têm novos salários, mas acompanha a situação para chegar a um acordo.

Todas as instituições federais de ensino superior da Paraíba estão em greve.

Fonte: Portal Correio