VEJA AS NOVIDADES

18 de setembro de 2015

Aluna que morreu em excursão é enterrada em São Paulo.

A estudante Victoria Mafra Natalini, de 17 anos, encontrada morta na manhã desta quinta-feira (17) em uma fazenda de Itatiba (SP), foi enterrada por volta das 10h desta sexta (18) no Cemitério Gethsêmani, na Zona Sul de São Paulo.

O velório começou de  madrugada e foi até as 9h, e o sepultamento reuniu um grande número de pessoas, a maioria jovens. Alunos, professores e funcionários da escola foram ao local em três ônibus para acompanhar o enterro.


A aluna foi achada em uma mata fechada depois de se afastar do grupo de estudantes durante uma atividade extracurricular na Fazenda Pereiras. A atividade fazia parte da excursão escolar promovido pela escola Waldorf Rudolf Steiner, da capital, onde ela estudava. Segundo a polícia, a vítima não apresentava sinais de violência física.

A polícia investiga as causas da morte. Segundo reportagem do SPTV (veja acima), testemunhas afirmaram que a aluna tinha histórico de convulsões.

Victoria fazia parte de um grupo de 20 estudantes de São Paulo que foram à fazenda, localizada no quilômetro 98 da Rodovia das Estâncias, para fazer um trabalho de topografia.

Na tarde de quarta-feira (16), durante a atividade, a estudante se distanciou do grupo alegando que ia tomar água e acabou se perdendo. A Polícia Militar foi acionada e usou o helicóptero Águia, além de policiais do Grupo de Operações Especiais (GOE), para ajudar nas buscas.

A adolescente só foi encontrada na manhã desta quinta-feira, já sem vida. O boletim de ocorrência sobre o caso foi registrado como morte suspeita na delegacia de Itatiba e o caso será investigado.

A polícia vai ouvir todas as pessoas que estavam na fazenda. Os investigadores querem saber qual foi o caminho feito pela aluna até o desaparecimento. Um tratorista disse à polícia que viu Victoria andando sozinha.

A escola Waldorf Rudolf Steiner, com sede no bairro do Alto da Boa Vista, Zona Sul de São Paulo, divulgou em nota que a adolescente participava com colegas de classe de "atividades curriculares externas tradicionalmente desenvolvidas pela instituição de ensino". A escola decretou luto a partir do meio-dia desta quinta (17) e na sexta-feira (18).

Veja a íntegra da nota:

"É com profundo pesar que a escola Waldorf Rudolf Steiner informa o falecimento de uma aluna da 10ª. Série na área da fazenda Pereiras, município de Itatiba. A aluna participava, com seus colegas de classe, de atividades curriculares externas tradicionalmente desenvolvidas pela instituição de ensino.
Até o momento não há detalhes acerca do ocorrido, que já está sob investigação oficial.

Os demais alunos que participavam daquelas atividades encontram-se em segurança na sede da fazenda.

A escola estará em luto a partir do meio-dia desta quinta-feira dia 17 e também amanhã, dia 18, em respeito à família da aluna, colegas e toda a comunidade de nossa instituição.

A escola Waldorf Rudolf Steiner lamenta profundamente o ocorrido e está comprometida em garantir todo o apoio a família, alunos e membros de nossa comunidade.

A Diretoria"

Fonte: G1 Globo