VEJA AS NOVIDADES

21 de setembro de 2015

Estados Unidos vão acolher 85 mil refugiados em 2016.

Os Estados Unidos vão acolher mais 85 mil refugiados em 2016, incluindo 10 mil sírios. O número pode chegar a 100 mil em 2017, segundo o secretário de Estado norte-americano, John Kerry.

“Vamos até aos 85 mil, dos quais pelo menos 10 mil especificamente provenientes da Síria, no próximo ano. E no próximo ano fiscal [outubro de 2016 a outubro de 2017] nossa meta é 100 mil”, destacou Kerry, durante ida a Berlim, onde se encontrou com o secretário de Estado alemão, Frank-Walter Steinmeier.

O chefe da diplomacia norte-americana adiantou que o seu país gostaria de “receber mais” migrantes, mas isso tornou-se difícil depois dos atentados de 11 de setembro de 2001. “Depois do 11 de Setembro, adotamos novas leis, controle dos antecedentes [das pessoas] e isso demora muito tempo. Nós não queríamos, mas não podemos ir por atalhos”, frisou.

No ano fiscal que termina em setembro de 2015, a maior economia mundial recebeu 70 mil refugiados.

Desde o início da guerra civil, na primavera de 2011, os Estados Unidos receberam cerca de 1,8 mil sírios, e o departamento de Estado norte-americano apontou uma estimativa inicial de 5 mil a 8 mil para o fim do ano fiscal de 2016.

O receio da chegada de jihadistas ultrarradicais por esta via ocupa um lugar central no debate político norte-americano.

Kerry saudou o comportamento da Alemanha durante a crise migratória que atingiu o continente europeu, considerando que deu “um exemplo notável”, quando o país se prepara para acolher entre 800 mil e 1 milhão de pessoas em busca de asilo até ao fim do ano.

Fonte: Agência Brasil