VEJA AS NOVIDADES

13 de novembro de 2015

Dunga proibiu seleção de beber isotônico oferecido por argentinos.

O jornal argentino Clarín informou que o técnico Dunga proibiu o elenco da seleção de beber os isotônicos oferecidos pela Federação Argentina de Futebol. As bebidas foram retiradas do vestiário do estádio Monumental na quinta-feira, em compromisso entre as duas seleções, que acabou sendo adiada em virtude de tempestade em Buenos Aires.

De acordo com a publicação, Dunga temia que a bebida estivesse "batizada" (com substâncias que pudessem causar sonolência nos jogadores)

Brasil e Argentina têm um histórico polêmico sobre o assunto. Na Copa do Mundo de 1990, o lateral da seleção brasileira Branco bebeu água após receber das mãos de um massagista da seleção argentina durante a partida.

O jogo, válido pelas oitavas de final do Mundial, estava parado para atendimento médico. Após ingerir a bebida, Branco relatou tontura e sonolência, que teria comprometido seu rendimento em campo.

Anos depois, Diego Maradona, estrela da equipe em 1990, revelou que a bebida havia sido "modificada" com o propósito de ser oferecida aos brasileiros.  

Dunga era o volante da seleção e estava em campo na partida contra a Argentina, em 1990. O Brasil perdeu a partida por 1 a 0, e foi eliminado da Copa daquele ano.

Fonte: Uol