VEJA AS NOVIDADES

21 de janeiro de 2016

Paraíba tem 665 notificações de microcefalia, diz Ministério da Saúde.

Os casos suspeitos de microcefalia relacionada ao vírus zika na Paraíba subiram de 569 para 665, de acordo com informações divulgadas nesta quarta-feira (20) pelo Ministério da Saúde. O dado atualizado considera os casos desde 22 outubro de 2015, quando começou o monitoramento de casos de microcefalia no Brasil, até 16 de janeiro deste ano. 


Em todo o Brasil já são 3.893, sendo que Pernambuco continua liderando o ranking, com 1.306 casos, mantendo a Paraíba em segundo lugar na lista. De acordo com o Ministério, 764 municípios de 21 unidades da federação já têm registro.

A microcefalia é um quadro em que bebês nascem com o cérebro menor do que o esperado (perímetro menor ou igual a 32 cm para bebês a termo) e que compromete o desenvolvimento da criança em 90% dos casos. As causas exatas do surto no Brasil ainda estão sendo investigadas, mas há fortes evidências de que o zika vírus tenha relação com o surto.

Ele circula no país desde maio do ano passado e uma das hipóteses é que chegou aqui junto com turistas que vieram para a Copa do Mundo. Os casos de microcefalia coincidem com áreas em que o vírus circulou no ano passado.

O vírus zika é transmitido especialmente por mosquitos infectados, principalmente o mosquito da dengue, o Aedes aegypti. A maioria das pessoas não tem sintomas, mas quando surgem são principalmente erupções na pele, olhos vermelhos e dores no corpo. Eles desaparecem em até uma semana, em geral.

Em novembro, o governo declarou estado de emergência em saúde pública no país por causa do aumento de casos de microcefalia no Nordeste. 

Fonte: G1 Paraíba