VEJA AS NOVIDADES

19 de abril de 2016

Meteorologia explica motivos das chuvas na Grande João Pessoa e prevê mais.

João Pessoa já registra até esta terça-feira (19) 349,1 milímetros de chuva, desde o primeiro dia de abril, o que corresponde a um índice 32,3% acima da média climatológica para o mês, que é de 263,8 mm. 

O maior volume de chuva foi registrado da sexta-feira (15) para o sábado (16), com 147,4 mm, segundo a Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa). O órgão explica que as chuvas ocorrem por conta de dois sistemas meteorológicos. A previsão indica mais chuvas;


Segundo a meteorologista Marle Bandeira, as chuvas intensas se devem a dois sistemas meteorológicos: a Zona de Convergência Intertropical e Ondas de Leste. “Esses sistemas se acoplaram, o que fez com que registrássemos esse volume de chuva um tanto atípico. São aglomerados de nuvens vindos do Oceano Atlântico. Além da Paraíba, a junção desses sistemas provocou chuvas intensas também nos estados de Pernambuco e Rio Grande do Norte”, disse, lembrando que a Aesa já tinha emitido, na quinta-feira (14), estado de alerta sobre as precipitações, válido até o fim de semana.

Ainda de acordo com Marle Bandeira, outra cidade da faixa litorânea que registrou também grandes precipitações foi Cabedelo. Até essa segunda-feira (18), choveu na cidade 344,5 mm, 33,1% acima da média para abril, que é de 258,9 mm. “Podemos dizer que as chuvas foram intensas em todo o setor Leste do Estado. Além do Litoral, choveu forte em algumas localidades do Brejo. Já no Agreste, as chuvas ocorrerão dentro da normalidade”, destacou.

Além de João Pessoa e Cabedelo, Pedras de Fogo, Alhandra e Rio Tinto foram algumas das cidades litorâneas que registraram precipitações significativas. Em Pedras de Fogo, por exemplo, choveu 136,6 mm da sexta-feira para o sábado. “A tendência é que as chuvas fiquem esparsas, menos intensas. Porém, deve chover durante toda a semana”, pontuou Marle Bandeira.

Histórico

Segundo dados da Aesa, o ano que teve um dos meses de abril mais chuvosos, em João Pessoa, foi 2009, quando foram registrados 540,4 mm, índice pluviométrico duas vezes maior que a média climatológica para o mês na Capital. “Podemos destacar ainda o abril de 2011, quando registramos 427,4 mm. Ainda no período de 2009 a 2015, podemos dizer que um dos meses de abril em que menos ocorreu precipitação foi 2015, quando foram registrados 48,3 mm, e 2012, com 46,6 mm”, acrescentou a meteorologista.

Previsão do tempo

Para esta quarta-feira (20), a Aesa prevê nebulosidade variável para a faixa litorânea com chuva a qualquer hora do dia. Já para a região do Brejo, céu com muitas nuvens e chuvas a qualquer hora do dia, assim como para o Agreste.
Para a região do Semiárido, que contempla o Cariri-Curimataú, Alto Sertão e Sertão, a previsão é de nebulosidade variável. No Sertão, a temperatura máxima deverá ficar em torno dos 33º C e a mínima, dos 23º C.

Confira como devem ficar as temperaturas nas demais regiões do estado:

Litoral – máxima de 30º C e mínima de 23º C
Brejo – máxima de 28º C e mínima de 20º C
Agreste – máxima de 29º C e mínima de 21º C
Cariri - Curimataú – máxima de 32º C e mínima de 21º C
Alto Sertão – máxima de 33º C e mínima de 23º C

Fonte: Portal Correio