VEJA AS NOVIDADES

20 de junho de 2016

Operação Festas Juninas da PRF começa nas estradas paraibanas nesta terça.

A Operação Festas Juninas 2016 será iniciada nesta terça-feira (21) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) nas estradas paraibanas. O reforço na fiscalização será concentrado na região de Campina Grande e segue até o dia 27 de junho.

De acordo com a polícia rodoviária, na Paraíba, o período do São João representa um dos mais críticos para a corporação. Com o aumento do fluxo de paraibanos viajando para o interior do estado,
além dos turistas brasileiros e estrangeiros que estão na Paraíba, a estimativa da PRF é que nos principais dias de maior movimentação (saídas e retornos), ocorra um aumento de mais de 50% no fluxo de veículos.

A ação abrangerá todas as rodovias federais que cortam a Paraíba, mas aquelas com grande circulação terão uma concentração de reforços, como a rodovia BR-230, que além de absorver praticamente todo o trânsito oriundo dos bairros de João Pessoa, ainda é o principal corredor de ligação entre a capital e demais cidades do interior. Também a BR-101 que margeia o litoral e a BR-104, que dá acesso à Campina Grande, serão mais policiadas.

Para quem vai viajar nesse feriado a PRF recomenda aos motoristas que planejem sua viagem, tenham atenção, cautela, tolerância no trânsito e pratiquem a direção defensiva. Antes de pegar a estrada, fazer uma revisão preventiva no carro ou moto, examinando as condições de freio, fluídos, suspensão, pneus e estepe. Verificar também os equipamentos obrigatórios e o sistema de iluminação e não esquecer a documentação obrigatória, tanto pessoal quanto ao do veículo.

A PRF alerta, que m dos momentos mais críticos durante uma viagem em uma rodovia é o da ultrapassagem. Quando ela é feita em local proibido ou sem a atenção devida, os riscos de acidentes aumentam bastante; no caso, as colisões frontais. E as consequências são devastadoras. E por que as consequências são tão graves? Vamos recordar um pouco das aulas de física. Nas colisões frontais, as velocidades dos veículos são somadas, isto é, se um carro estiver trafegando a 80 km/h e bater de frente com um outro que, por exemplo, esteja a 100 km/h, é semelhante a uma colisão de um carro em um prédio de concreto a 180 km/h.

Os riscos nas ultrapassagens são comuns nas pistas não duplicadas; conhecidas como pistas simples, muito comuns no interior do Estado. No ano de 2014 foram registradas na Paraíba 103 acidentes do tipo colisão frontal. No total, 65 pessoas ficaram feridas gravemente e outras 46 morreram. Em 2015 houve uma diminuição no número deste tipo de ocorrência, no entanto o grau de letalidade continuou muito elevado; dos 90 acidentes, 60 pessoas acabaram feridas gravemente e 44 morreram. Já neste ano, até ontem (14), a PRF registrou 29 colisões frontais. Onze pessoas morreram e outras 29 saíram como feridos graves.

A PRF disponibiliza o telefone 191 (Emergência PRF) que atende 24 horas. O serviço deve ser usado para a comunicação de acidentes, denúncia, orientação, queixa de roubo ou furto de veículos e outras informações. A ligação é gratuita.

Fonte: ClickPb