VEJA AS NOVIDADES

14 de julho de 2016

Caravana do Coração atende 1.483 pacientes e realiza 8.107 procedimentos em 10 dias de atividades, Itabaiana acontecerá dia 16.

A 4ª Caravana do Coração já atendeu 1.483 pacientes e realizou 8.107 procedimentos, em 10 municípios, durante os 10 dias de atividades. Nesta quarta-feira (13), a ação acontece no município de Esperança. A caravana já passou por Monteiro, Princesa Isabel, Itaporanga, Cajazeiras, Sousa, Catolé do Rocha, Pombal, Patos e Picuí. Até o próximo dia 16, mais três municípios serão visitados: Guarabira (dia 14), Mamanguape (15) e Itabaiana (16).
O projeto, que começou no dia 4 e tem como objetivo atender crianças e gestantes com problemas cardíacos, é resultante de uma parceria do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), com a ONG pernambucana Círculo do Coração.

De acordo com os dados da Caravana, dos 1.483 pacientes atendidos, 1.052 são crianças; 188 gestantes e 243 mães que acompanham filhos com microcefalia. Dos 8.107 procedimentos, são 1.210 em enfermagem; 1.166 em serviço social; 1.045 em nutrição; 1.003 em cardiologia; 929 em odontologia; 952 em ecopediatria; 411 streptestes; 305 coletas de sangue; 227 coletas de urina; 222 ultrassonografias fetais; 180 ecofetais; 166 em psicologia; 61 digiscopes; 58 em oftalmologia; 51 em genética; 47 em fonoaudiologia; 39 em fisioterapia e 35 ultrassonografias transfontanela.

“No município de Esperança a Caravana está sendo um sucesso e superando todas as expectativas. Uma das novidades deste ano, o atendimento a crianças com microcefalia, a estimativa era atender 10 por cidade. Em Esperança, até o final do dia, este número, certamente, chegará a 13”, disse a gerente da 3ª Gerência Regional de Saúde (GRS), Tatiana Medeiros.

A 3ª GRS integra 42 municípios e, segundo a gerente, todos os secretários municipais de saúde participaram ativamente da logística do projeto e encaminharam os pacientes para a Caravana. “Em Campina Grande, que é a sede da 3ª GRS, os pacientes são acompanhados de forma contínua, no Instituto de Saúde Elpídio de Almeida - Isea. Quando é percebida a necessidade, faz o encaminhamento para a Caravana, que tem um trabalho fantástico de inclusão em várias especialidades médicas, a exemplo da cardiologia pediátrica. Além do mais, com a Caravana 100% dos pacientes com cardiopatia congênita, da nossa região, recebem atendimento”, explicou.

Fonte: Secom PB