VEJA AS NOVIDADES

30 de julho de 2016

Marília Mendonça fala sobre críticas: ‘A minha verdade ainda assusta’.

Marília Mendonça já era destaque em composições sertanejas anos antes de fazer seu primeiro show como cantora. A estreia nos palcos aconteceu em 2015, pouco depois de ela gravar seu primeiro DVD. 

Menos de um ano após a primeira apresentação oficial, Marília entrou forte para o hall de mulheres em destaque no cenário sertanejo.

Há algumas semanas, inclusive, tornou-se a artista mais vista no Brasil segundo números do Youtube, superando até artistas internacionais como Shakira, Taylor Swift e Adele.


Sobre o fato, aliás, Marília comemora, mas prefere não ser comparada a nenhuma outra estrela. “É uma felicidade muito grande até por nunca ter tido essa pretensão. Tudo aconteceu naturalmente. Não gosto de comparações… Fizeram comparação, falando que fiquei na frente da Adele. Mas sempre digo, não tenho nada a ver com isso, foi o povo que escolheu. Obrigada a todos os fãs”, afirmou ela, ressaltando que não foi uma conquista planejada.

Marília conversou com o EGO dias após ser internada com princípio de estafa. “Já voltei (ao trabalho). Foi só um sustinho”, afirmou ela, que vem tentando se acostumar com a mudança radical entre a vida de compositora e a de cantora.

“É uma mudança da água para o vinho. Compositor tem a vida mais tranquila, dorme na hora certa, acorda na hora certa, tem como preservar a imagem. Cantava desde nova na igreja, mas não pensava em tudo o que está acontecendo. Algumas coisas assustam a gente, como o que aconteceu agora (a internação). Mas a felicidade é muito grande ao ouvir as pessoas cantarem minha música”, afirmou ela.

Sinceridade

A sinceridade de Marília não aparece apenas para falar sobre esse assunto, mas é um de seus pontos fortes. Sua postura firme e direta é comum em sua fala e decisões. Como por exemplo, a de não seguir os conselhos para emagrecer. “Presenciei muita gente que fez isso por pressão. Eu não acho que isso seja legal. Tenho que mostrar no palco o que eu sou. A gente já sofre tanto por ai, se não puder comer o que gosta, não dá, né? (risos). Vou fazer sempre o que me sinto bem”, disparou ela, que por muitas vezes também já foi julgada por beber nos palcos.

Sobre esse fato, aliás, Marília faz um desabafo envolvendo as críticas que recebeu após o show cancelado por estar passando mal. “Muitas pessoas falaram que eu estava bêbada, que bebi o dia todo no hotel. E eu já cheguei doente no hotel de noite. As pessoas acham estranha mulheres botando a cara desse jeito. Acho que estou sofrendo um pouco disso. Uma pratica que não é comum ainda. E as pessoas acabam colocando foco naquilo. Se fosse um cantor sertanejo tomando uma dose no palco, como faço, é normal. Mas se é mulher, é alcoólatra. A minha verdade ainda assusta as pessoas”, desabafou.

Marília contou ainda que não esconde nada de sua vida e, inclusive, coloca algumas de suas histórias em suas canções. “Sentimento louco”, música que conta a história de uma mulher que se envolve com um homem comprometido, é uma delas.

DVD

Ainda colhendo os frutos de seu primeiro DVD, Marília se prepara para gravar o segundo trabalho. A filmagem será no dia 8 de outubro no Sambódromo de Manaus. As participações especiais no palco ainda são surpresa. Mas a cantora entrega que, no repertório, trará novamente histórias falando de amor. “Vem a cara da Marília Mendonça de novo. Com novos assuntos, mas as ‘polêmicas’ ainda vão existir. As pessoas gostam de chamar de polêmica, mas gosto de falar sobre a verdade. Serão músicas românticas, mas com o toque mais dançante”, contou.

Em suas faixas, Marília costuma falar sobre uma mulher mais independente, que não sofre tanto por amor quando é largada e que, muitas vezes, também é a responsável por “dar o pé” no boy. Mas essa independência nos relacionamentos ela admite que é mais para os palcos mesmo. “Eu sofro de amor, sim. Hoje estou com o coração tranquilo, estou namorando um rapaz aí… Eu não sou tão forte como eu canto. Mas acho que aquilo é uma forma de incentivar as mulheres”, afirma.

Fonte: EGO