9 de outubro de 2016

Neymar recusou quatro gigantes para renovar com Barcelona, afirma jornal.

O jornal “Mundo Deportivo” traz em sua edição deste domingo detalhes da novela sobre a renovação de Neymar com o Barcelona. O diário diz que o craque brasileiro recusou a oferta de quatro gigantes europeus para firmar o vínculo – ainda não assinado – com os catalães até junho de 2021: Real Madrid, Paris Saint-Germain, Manchester United e Manchester City. Todos pagariam a cláusula de rescisão do antigo contrato: € 190 milhões (R$ 684 milhões na cotação atual).

A maior proposta foi do PSG: € 40 milhões anuais livres de impostos por cinco temporadas mais € 40 milhões de luvas, totalizando R$ 864 milhões. O empresário Wagner Ribeiro, interlocutor do negócio, já havia confirmado tais valores no mês passado.
O xeque Nasser Al Khelaifi ainda prometeu 30% das ações de um hotel que construiria no Brasil com o nome de Neymar, mais € 3 milhões para pagar as instalações do Instituto Neymar.

O montante foi um pouco acima do oferecido pelo Real Madrid: € 32 milhões de salário pelo mesmo período e € 40 milhões de luvas, num total de R$ 720 milhões. Nelio Lucas, do grupo Doyen Sports, se encarregou de levar a oferta ao pai do craque brasileiro. 


O jornal também revelou números da proposta do Real Madrid em 2013, muito acima do Barcelona, que ainda assim saiu vencedor para tirar Neymar do Santos: € 17 milhões líquidos por cada um dos cinco anos de contrato, mais luvas de € 70 milhões (total de R$ 558 milhões), contra € 5 milhões mais € 40 milhões (total de R$ 234 milhões) dos catalães. Pesou o desejo do jogador em atuar no Barça com Lionel Messi.

O Manchester United também estava disposto a apostar alto por Neymar. Segundo a publicação, o clube inglês cobriria qualquer oferta apresentada, através do interlocutor Pini Zahavi. O Manchester City, com Ferran Soriano, também procurou o pai do craque, mas sequer foi escutado. Venceu, novamente, o Barcelona, mesmo com a proposta financeira menos vantajosa: € 15 milhões por cada um dos cinco anos de contrato (total de R$ 270 milhões). 

Fonte: Globo Esporte