Pesquisar este blog

10 de novembro de 2016

Neymar marca pela 1ª vez contra Messi e Brasil vence a Argentina.

Companheiros de Barcelona, Neymar e Messi já haviam se enfrentado quatro vezes antes dessa quinta-feira, quando o Brasil recebeu a Argentina no Mineirão pelas Eliminatórias da Copa do Mundo 2018, mas só agora o brasileiro conseguiu marcar contra o amigo, ajudando o escrete canarinho a vencer por 3 a 0.

A vitória também manteve o técnico Tite com 100% de aproveitamento à frente da seleção brasileira após cinco partidas e o Brasil no topo da tabela das Eliminatórias, agora com 24 pontos, marcou o gol de número 50 de Neymar pela seleção e afastou o fantasma do 7 a 1 no estádio Mineiro.
A Argentina segue em posição delicada com 16 pontos na 6ª colocação, fora da zona de classificação para o Mundial.

O jogo começou bem estudado, com a Argentina mantendo duas linhas de quatro, guardando posição e cadenciando mais o ritmo da partida. Foi da Albiceleste a primeira boa chance de gol. Aos 23 minutos Messi tocou para Biglia, que da entrada da área soltou a bomba para Alisson fazer grande defesa.

Faltava ao Brasil arriscar mais, e o gol veio justamente quando isso aconteceu. No minuto seguinte ao ataque argentino, Philippe Coutinho recebeu na ponta da área, carregou bem para o meio e chutou forte e colocado, no ângulo de Romero. Golaço.

O jogo melhorou, apesar da Argentina manter a mesma postura. Aos 36 minutos os argentinos reclamaram de pênalti depois que a bola bateu no braço de Neymar após cobrança de falta. Um minuto depois, Neymar fez boa jogada individual pela direita e acertou a trave de Romero.

No último lance do primeiro tempo, Gabriel Jesus recebeu no meio, protegeu da marcação de Otamendi e lançou Neymar. O atacante do Barça chegou cara a cara com o goleiro Romero e tocou com calma no contrapé do argentino para fazer 2 a 0 e o seu gol de número 50 com a camisa da seleção.

No segundo tempo a Argentina tirou um volante para colocar Kun Aguero e a presença de mais um atacante deu ao Brasil mais espaços. Aos 11 minutos Paulinho fez grande jogada, driblou o goleiro e tocou para o gol, mas a zaga tirou em cima da linha. Mas o volante não desperdiçou a segunda chance. Aos 13 minutos, após cruzamento da esquerda, Renato Augusto ajeitou e ele chegou batendo de primeira para ampliar.

A seleção brasileira era dona da partida e a festa nas arquibancadas do Mineirão era grande. A torcida gritava o nome de Tite e também Olé e era correspondida dentro de campo. A Argentina não assustou mais e se livrou de levar o quarto por pelo menos duas vezes, mas nada disso diminuiu as comemorações pelo bom resultado em mais uma partida convincente da seleção.

Fonte: Band