Pesquisar este blog

9 de março de 2017

ITABAIANA: Que mistério levou a morte de duas crianças e a internação em Itabaiana.

Sítio Cariatá
Enquanto os órgãos competente estão analisando o que causou as 3 mortes e as 2 internações por conta de algo misterioso na Comunidade de Cariatá que pertence a ITABAIANA/PB. 

O Blog Click Conexão, fez uma analise dos diversos boatos que ronda a cidade e região a respeito do que levou a esse grave problema que está deixando muita gente preocupada.


Veja os sintomas de algumas contaminação.

CHUMBINHO

Após 30 minutos iniciam os sinais clínicos do envenenamento por chumbinho.. 
Os sinais sao: 

salivação em excesso 
vomito 
diarreia 
convulsões 

A morte acaba se dando por causa das convulsões, por serem muito seguidas, com em média de 30 segundos de pausa entre uma e outra, os músculos ficam muito contraídos, tao contraídos que a respiração se dificulta, dificulta cada vez mais, assim morre por falta de oxigênio. 

Muito diferentemente do que algumas pessoas imaginam, o chumbinho não estoura os órgãos e também não fazem com que os órgãos parem de funcionar aos poucos. 

ÁGUA CONTAMINADA

O consumo de água contaminada, imprópria para o consumo pode causar doenças como diarreia, febre tifoide, hepatite A, infecção intestinal causada por E. Coli, leptospirose, salmonela e outras doenças como cólera, rotavírus ou noravírus. 

Conheça os sintomas causadas por estas doenças e qual o tratamento aconselhado em 7 Doenças causadas pela Água do Esgoto. 

Febre, dor abdominal, perda do apetite, Dor de barriga, diarreia, vômito ou calafrios.

DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS CONTAMINADOS

As Doenças transmitidas por alimentos ou DTAs são causadas pela ingestão de alimentos ou bebidas contaminados, em quantidades que afetam a saúde do consumidor. A maioria são infecções causadas por bactérias e suas toxinas, vírus e parasitas. Outras doenças são envenenamentos causados por toxinas naturais ou por produtos químicos prejudiciais que contaminaram o alimento (ex: agrotóxicos).

Os sintomas mais comumente encontrados são náuseas, vômitos, falta de apetite, diarreia, dores abdominais e febre, variando de acordo com o agente etiológico. As doenças que causam diarreia e vômitos podem levar à desidratação; a reposição destes fluidos e eletrólitos é extremamente importante.

SINTOMAS DE LEPTOSPIROSE

Os mais frequentes são parecidos com os de outras doenças, como a gripe e a dengue. Os principais são: febre, dor de cabeça, dores pelo corpo, principalmente nas panturrilhas (batata-da-perna), podendo também ocorrer vômitos, diarreia e tosse. Nas formas mais graves geralmente aparece icterícia (coloração amarelada da pele e dos olhos) e há a necessidade de cuidados especiais em caráter de internação hospitalar. O doente pode apresentar também hemorragias, meningite, insuficiência renal, hepática e respiratória, que podem levar à morte.

MENINGITE

Os primeiros sinais de meningite, quando manifestados, são facilmente confundidos com os sintomas típicos da gripe. Eles geralmente aparecem de algumas horas até dois dias após a infecção.

Os sintomas mais comuns da meningite são:

Febre alta repentina
Forte dor de cabeça
Pescoço rígido
Vômitos
Náusea
Confusão mental e dificuldade de concentração
Convulsões
Sonolência
Fotossensibilidade
Falta de apetite
Rachaduras e presença de manchas vermelhas na pele.

BOLUTISMO:

Botulismo é uma doença bacteriana rara, porém grave. A bactéria causadora dessa condição pode entrar no organismo por meio de machucados ou pela ingestão de alimentos contaminados, principalmente enlatados e os que são preservados inadequadamente.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), as toxinas de botulismo são algumas das substâncias mais letais conhecidas pela medicina.

Causas

Botulismo é causado pela bactéria Clostridium botulinum, que pode ser encontrada no solo e em água não tratada. Essa bactéria produz esporos que sobrevivem até em ambientes com pouco oxigênio, como alimentos em conserva ou enlatados. Nesses ambientes, ela produz uma toxina que, mesmo se ingerida em pouquíssima quantidade, pode causar envenenamento grave.

Fatores de risco

Há fatores de risco específicos para cada tipo de botulismo.

Para botulismo infantil, o maior e único fator de risco é a idade. Ter entre dois e seis meses e ser exposto aos esporos bacterianos de botulismo podem levar à contaminação.

Para botulismo alimentar, ingerir alimentos mal conservados ou enlatados vencidos é o principal fator de risco para contrair a doença. Beber água contaminada com a bactéria do botulismo também pode levar à doença. Por isso, viver em regiões que não dispõem de saneamento básico adequado ou de tratamento de água também pode elevar os riscos de uma pessoa apresentar a condição.


Para botulismo das feridas, um dos fatores de risco é ter uma lesão na pele e ser exposto aos esporos da bactéria. Outro fator é ser usuário de drogas injetáveis.

E entre outras.