2 de março de 2017

JOSÉ MARANHÃO: Transposição do São Francisco não tem ‘pai’ e chama de oportunistas os que querem assumir o papel.

O senador José Maranhão (PMDB) disse que não se sentiu atingido com o discurso do petista Anísio Maia que acusou os políticos paraibanos que querem agora aparecer como os maiores defensores das obras da transposição das águas do rio São Francisco. 

De acordo com Maranhão a transposição do Rio São Francisco é uma obra muito grande para ser de uma pessoa só.
O senador lembra que ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva foi quem iniciou o projeto; no governo da presidente Dilma Rousseff o trabalho caminhou devagar e que agora, com o presidente Michel Temer a transposição ganhou celeridade.

O presidente estadual do PMDB também considerou oportunismo que algumas pessoas queiram assumir a paternidade da transposição. “Eu acho que essas pessoas estão com o senso de oportunismo aguçado. A Paraíba toda sabe que a obra não pertence a uma única pessoa”, emendou.

O senador José Maranhão ainda destacou a importância do ex-presidente Lula. “À época Lula enfrentou a incompreensão dos Estados que hoje se dizem doadores”, lembrou ao afirmar que não está preocupado com os que desejam a paternidade da transposição. “Se inserir nesse contexto é uma ambição muito pequena”, alfineta. 

Fonte: ClickPB