Pesquise uma matéria

18 de abril de 2018

PROBLEMA: Seleção do Hospital Metropolitano é investigada.

O Conselho Regional de Serviço Social (Cress) na Paraíba entrou com uma representação junto ao Ministério Público Estadual pedindo apuração de possíveis irregularidades na contratação de profissionais para o Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, em Santa Rita. O hospital começou a funcionar no dia 9 de abril.

Segundo a presidente da entidade, Kassandra Menezes, o processo foi movido na semana passada.
O Conselho recebeu denúncias de que teriam ocorrido fraudes no processo seletivo. O problema teria acontecido especificamente na seleção dos profissionais de serviço social.

“No primeiro momento, enviamos ofícios para a empresa organizadora da seleção e também para a Secretaria de Saúde do Estado, mas como não houve retorno, decidimos levar o caso ao Ministério Público da Paraíba”, disse.

Em nota oficial, o Cress-PB disse que “há indícios de descumprimento do que trata a legislação profissional sobre elaborar provas, presidir e compor bancas de exames e comissões julgadoras de concursos ou outras formas de seleção para assistentes sociais, ou onde sejam aferidos conhecimentos inerentes ao Serviço Social”.

Ainda conforme o texto, também teria havido desrespeito do artigo do código de ética da categoria que repudia o “uso ou permissão de tráfico de influência para obtenção de emprego, desrespeitando concursos ou processos seletivos”.]

Mais de 18 mil pessoas se inscreveram para concorrer às 1.289 vagas e pouco mais de 11 mil foram selecionadas para a etapa de entrevistas. A convocação dos selecionados ocorreu no fim do mês passado.

Fonte: Portal Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário